25 de jan de 2011

O PODER DE UMA MARCA [Registrada ou não]



Nunca tive uma Ferrari,
Nunca tive nem mesmo um fusca.
Mas prefiro almejar andar de Ferrari
A viver sonhando um dia ter um Fusca

Mas se um dia a Ferrari lançar um Fusca
e nele colocar o seu brasão...
Bom, aí a situação muda
O fusca será desejado por todos
E creio que a partir daí 
também sonharei em um dia andar de Fusca

2 comentários:

  1. Entendo bem o que você quer dizer, cara. Usando um exemplo mais simples (e um pouco idiota da minha parte também), já parei pra pensar que o preço do BigMac não se refere ao lanche. NUNCA que um sanduíche pequenininho daqueles (que, aliás, nunca vem igual ao da foto, vem todo desconjuntado dentro da caixa) vai valer onze ou doze paus. Quando se compra um BigMac, a pessoa está adquirindo um lanche do McDonald's e não um sanduiche.

    ResponderExcluir
  2. Pois é... assim como o Augusto disse acima, nem tudo é o que parece. E nem é por uma marca ou valor, ou o que o nome representa, mas vemos isso muitas vezes nas próprias pessoas..

    Mas custamos a perceber.

    ResponderExcluir