24 de mai de 2008

Mais que um Pôr do sol.

Olhando pessoas se escondendo atrás de óculos de sol
Não posso distinguir o que há em seu interior.
Nem mesmo a sua alma escondida sob esta camada escura.
E antes eu via tudo tão real e vivo.

Olhando olhares cegos ao meu redor
e ruas desertas sem sinais,
sem histórias de crianças alegres
Eu tento esquecer,
mas este louco coração novamente se perde.

Eu ouço vozes que me indicam o caminho a seguir.
Mas como saber distinguir o caminho?
O caminho por esta cidade invisível.

Eu tentei esquecer o pôr do sol e não pude.
Foi ele quem me trouxe você.

Eu tentei esquecer o pôr do sol e não pude.
E é quando o sol toca o mar que eu sinto a sua promessa ser cumprida.

Mas esta cidade continua invisível.

Não há o que ver quando não há o que querer


Foto: http://www.1000imagens.com/foto.asp?idautor=1165&idfoto=101&t=&g=&p=2