15 de mar de 2008

O Ciclo da Vida. [Qual seu real Sentido?]

“A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina.
Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso. Depois disso viver num asilo até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar.
Então você trabalha quarenta anos até ficar novo o bastante pra aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante, faz festas e se prepara pra faculdade.
Você vai para o colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses da vida flutuando...
E termina tudo com um ótimo orgasmo!
Não seria perfeito?” [Autor - Charles Chaplin]
- - - - - - - - - - - -- - - - - - - - - - - -- - - - - - - - - - - -- - - - - - - - - - - -
Como seria bom. Tudo acontecendo para nos satisfazer plenamente. Seria esta a sensação de estar no paraíso?
Mas pensando bem, será que ficaríamos satisfeitos com tamanha perfeição? Será que essa vida de transgreção seria aquele "feeling" especial que tanto buscamos? Será que teríamos o prazer de ir desaprendendo as coisas? Será que suportaríamos um grande amor ser esquecido? Por que, se vamos amadurecendo e aprendendo com o passar dos anos, certamente desaprenderíamos e esqueceríamos as coisas vivenciadas ao regressar para a idade infantil.
E será que aguentaríamos perder tudo o que conquistamos?
Não tenho as respostas. Qual seria o sentido da vida? Seguir sempre a seta que indica uma direção? Aceite as verdades que a vida lhe mostra. Você vai envelhecer, mas acima de tudo saiba de uma coisa: você teve, tem e terá o prazer de viver.

*Este texto de Chaplin é um excelente ponto de vista. Ele faz agente pensar. E será que ele quis nos mostrar que o melhor seria mesmo ir no sentido contrário da vida e acabar como um orgasmo, ou seria exatamente para nos fazer pensar que o melhor seria o oposto do que ele escreveu? Nos fazer pensar e analisar sobre o que realmente importa durante nossa vida. Ou ainda poderia querer nos mostrar que para podermos viver é necessário morrer, necessário eliminar todos os nossos falsos conceitos, para assim poder nascer de novo. Não sei. Grandes gênios têm dessas coisas.

3 comentários:

  1. Nós vamos crescendo e nos apegando cada vez mais as pessoas, queremos cada vez mais bens materiais, nos prendemos em conceitos que para nós são a verdade absoluta. Sendo que na verdade, deveriamos nos desprender. Tudo para fluir não se prende, até o amor. Tudo começa de dentro para fora, vejo muitos idosos com olhares brilhantes de crianças, sorrisos doces de sinceridade. Eu já fui em asilos e vi como muitos regridem, muitas idosas andam com bonecas na mão como se fossem crianças. Querem a infância, querem cuidado, atenção. Muitos que passaram por fatos ruins e que fazem sair do seu presente, da sua realidade. Creio que o texto de Chaplin, foi exatamente vermos que a vida esta na cronologia certa, pois ninguém gostaria de recordar que no passado você sofreu doente, com dores no asilo, será que realmente que no presente vc não levaria sequelas psicologicas daquele sofrimento. Por isso viver bem sempre, não ver um problema como um fim de tudo. Para sempre termos boas recordações do que já passou.

    Beijos!!
    Muito obrigada por colocar o meu blog nos seus favoritos =D
    Seja sempre bem vindo!

    ResponderExcluir
  2. Esse fato de ver a vida de outra forma,meio que de trás pra frente me despertou algumas curiosidades...

    imagina,tem tanta gente que vê a morte como solução para seus erros... não tendo como morrer duas vezes quem sabe o perdão seria algo que viesse em primeiro lugar?

    tô confusa,rsrs

    =*
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Há algum tempo atrás eu havia lido este texto do Chaplin. Começar na velhice e terminar no orgasmo... Boa idéia.


    Beijos
    www.lizziepohlmann.com

    ResponderExcluir